Ações digitais, resultados reais!

/ Blog / Ciclo de vida do mercado

 Ciclo de vida do mercado

Postado em 20 de setembro de 2017

Nada dura para sempre – e o mesmo se aplica ao mercado.

São notáveis, de tempos em tempos, as mudanças que acontecem no mercado e nos hábitos de consumo da população. Percebemos que a evolução acontece, inevitavelmente, e que ela simboliza o fim de determinado ciclo de vida do mercado.

As empresas precisam ficar atentas aos grandes acontecimentos que influenciam na curva do mercado – questões como política, hábitos de consumo e mentalidade da população de uma determinada geração são determinantes para traçarmos boas estratégias de atuação no mercado.


O ciclo de vida compreende quatro etapas bem definidas: lançamento, crescimento, maturidade e declínio.


1. O lançamento

A fase de lançamento tem como característica a aquisição de novas competências, conquista e desenvolvimento de tecnologias diferenciadas ou outras coisas que são capazes de transformar a forma de pensar do mercado.

Um grande exemplo disso, por exemplo, são as televisões de LED. Pouco se falava desse tipo de tecnologia. De repente, o mercado começou a aprimorar os eletrônicos e transformar a forma de pensar do consumidor, mostrando os reais benefícios desse tipo de tecnologia.

As empresas que conseguem aprimorar sua produção e aperfeiçoar rapidamente cada uma dessas novas competências e tecnologias acabam conquistando vantagens competitivas consideráveis em relação aos seus concorrentes.

Os investimentos nessa fase são necessários, então a rendibilidade nesse período tende a ser baixa – mas tudo é compensando quando os reais resultados começam a aparecer.

2. O crescimento

O crescimento é a segunda fase. Naturalmente, com o aparecimento de uma nova tecnologia ou competência, o mercado começa a demandar aquele novo tipo de produto.

Nesse caso, é preciso estar preparado para as demandas do mercado.

Vamos pensar no exemplo das televisões de LED citadas anteriormente: em um primeiro momento, poucas pessoas entendiam o real benefício desse tipo de produto.

Porém, na medida em que o mercado foi sendo educado a respeito das vantagens desse novo investimento, foi crescendo a demanda por produtos como esse, aumentando consideravelmente a quantidade de consumidores e empresas que trabalham com esse tipo de tecnologia.

3. A maturidade

No momento de maturidade, o mercado já está uniforme em relação à tecnologia ou competência em questão. A concorrência já está estabilizada, e a população já consumiu esse produto no momento de “febre”.

Nesse ponto da curva, a tecnologia já está estagnada, perdendo sua atratividade, as empresas que tinham que se adequar à essa demanda já fizeram sua parte, e tudo está fixo naquele momento (provavelmente, nesse momento, em algum lugar do mundo alguém está estudando outra forma de aperfeiçoar os produtos – e o ciclo se iniciará novamente).

4. O declínio

Quando a tecnologia atinge sua maturidade e perde o atrativo para o desempenho da concorrência e empolgação do público, inicia-se o declínio.

Geralmente nessa fase conseguimos perceber uma modificação considerável na linha de evolução antes investida pelos concorrentes.

Muitas empresas desistem desse mercado e vão em busca de novas tecnologias e competências para lançar mais uma tendência – e inicia-se assim um novo ciclo.

Fale conosco!

Relacionados

 Ciclo de vida do mercado

Ciclo de vida do mercado

Nada dura para sempre – e o mesmo se aplica ao mercado.São notáveis, de tempos em tempos, as mudanças que acontecem no mercado e nos hábitos de consum...

Leia Mais
Por que investir no Google Adwords?

Por que investir no Google Adwords?

1 – Resultados imediatosA primeira vantagem não poderia ser outra senão os resultados rápidos que a ferramenta permite obter. Depender apenas das indi...

Leia Mais
Melhores Horários para Postar no Facebook

Melhores Horários para Postar no Facebook

O Facebook ainda reina no mundo das redes sociais, com mais de 1.4 bilhões de usuários ativos todos os dias. Além disso, é também a principal escolha ...

Leia Mais